O TEMPO

O tempo é uma matéria totalmente abstrata, nossos corações são totalmente insensíveis a este fato que nos acompanha por toda a nossa existência, encerrando por isto mesmo uma dimensão puramente psicológica da qual não podemos escapar. Nas “Confissões”, Santo Agostinho, vislumbrou muito bem, o tamanho desta encrenca: “ Se não sobrevivesse, não haveria tempo futuro, e se agora nada houvesse, não existiria o tempo presente. De que modo existe aqueles dois tempos – o passado e o futuro -, se o passado já não existe e o futuro ainda não veio? “Quanto ao presente, se fosse sempre presente, e não passasse para o pretérito, já não seria tempo, mas eternidade”.

Como Santo Agostinho, vários filósofos concluíram que o tempo não passa de uma ilusão. Mesmo que ele seja uma realidade ontológica, como querem os físicos, continua despertando perplexidade e até paixões. Como não há limite no tempo, pode sonhar, e continuar sonhando os seus sonhos até que se tornem realidade. Como nasceu livre, é a imagem e a semelhança de “Deus”. Tem por isto mesmo, todo o direito de viver a sua maior aventura neste universo.

Já que o tempo é uma invenção dos físicos, para não dizer dos romanos com seus calendários, dos chineses com seus relógios. Dê uma pausa na sua jornada neste dia que comemora à sua chegada neste planeta, vá usufruir de tudo que construiu junto daqueles que lhe amam. Dê o melhor de ti, faça aos outros o que gostaria que fizessem a você, continue sonhando, pois não há limite no tempo para ser feliz.

Parabéns e felicidades pela sua chegada.

Um forte abraço,
Marco Antonio Togni

Origem – Hélio Schwartman/Marco Antonio Togni